sábado, 5 de junho de 2010

Happy Birthday

Não sei se algum leitor desse blog sabe mas ontem foi meu aniversário de 18 anos quero presente e um dia desses estava filosofando com meu primo que faz aniversário em maio sobre os aniversários e tal, conversa vai, conversa vem e veio o post na minha mente, lá vai:

Quando a gente é criança ama o dia do aniversário (ou pelo menos o dia da festa) afinal você sabe que vai ter muita comida, refrigerante, criança e consequentemente presentes. Mas o negócio é o seguinte, geralmente quem vai em festa de criança leva presente, nem que seja adiantado ou atrasado, mas algo que os adultos esquecem quando crescem é que criança quer ganhar brinquedo, quem gosta que a criança ganhe roupa são os pais, que acabam economizando no vestuário de seus pimpolhos. Sério, eu odiava ganhar roupa, e ninguém que tenha (ou não) passado dessa fase gostava de ganhar roupa preferiria um jogo, uma bola, um carrinho, uma boneca sei lá qualquer coisa que desse pra se brincar com ela.

Mas ai o tempo passa, a gente cresce (ou deveria crescer, conheço pessoas que esqueceram dessa parte) a gente acaba vivendo um pouco mais e entra na puberdade, se acha o máximo, que tudo na vida existe para a gente, ai o negócio muda, você começa a não gostar muito dos aniversários, pois significa mais espinhas, mas continua amando as festas, afinal vai ter muita música, aquelas festinhas estilo have,(que ficavam só na intenção, afinal, uma garagem escura com algumas lâmpadas cobertas de papel celofane e um CD da Malhação NÃO são uma have) pensa que está arrasando por que tá "ficando" com uma pessoa, e fala da vida dos outros.

Geralmene nessa época, os presentes são raros, principalmente dos amigos (povo liso), mas seu aniversário é muito lembrado pelas pessoas do colégio, afinal elas não iriam perder a oportunidade de lhe dar o "salga" (darem tapinhas em sua cabeça) ou então as mais conhecidas ovadas (na época que isso não era bulling).

Você cresme ainda mais e entra na época da bipolaridade, mais conhecida como adolescência, por quê bipolaridade? Quer pessoa mais indecisa da vida do que um adolescente? (E se for geminiano, como eu, piora de vez) Pois é, você cresceu, está passando por experiências muito intensas na sua vida, e os aniversários complicam um pouco (pelo menos as comemorações) como essa época é chia de altos e baixos, as comemoraçõess também, você prefere não fazer festa, no máximo marca um rodízio ou coisa do gênero, ou as vezes quer fazer uma festa simplesmente enorme (principalmente os 15 anos das garotas). Os presentes continuam raros, mas você tá aceitando qualquer coisa (roupas são bem-vindas).


















A cada ano que passa, você fica cada vez mais maduro (ou pelo menos deveria ficar) e fica mais e mais contrangido e sem saber o que fazer durante os parabéns. Simples, aja com naturalidade, como se aquilo fosse a coisa mais corriqueira do mundo. Eu também fico super sem graça nessa hora, mas é legal afinal alguém lembrou do seu aniversário.
Aja com naturalidade até se você for o Power Ranger verde ok?

Já que falei em lembrar, essse é o desejo de quando você fica adulto, você realmente quer que as pessoas se lembrem do seu aniversário (o que acontece com uma certa raridade), presentes? Só dos familiares e dos amigos mais íntimos e olhe lá....

Mas o que importa é ser feliz, estamos ficando velhos? Sim, mas o que importa é que estejamos bem e satisfeitos com a nossa vida, afinal ela é única.

1 comentários:

Oliviér xP disse...

Parabéns Sam!!
Gostei da postagem, rí alto!!

Postar um comentário

Já que nada é por acaso seu comentário também não vai ser né? Comenta aí
={D

 

Copyright © 2010 Efeito Dominó | Blogger Templates by Splashy Templates | Free PSD Design by Amuki